I Ciclo de Debates das Procuradorias de Justiça Cíveis discutirá judicialização de contratos de empréstimos consignados


O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), por meio do Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional (CEAF) e da Secretaria Executiva das Procuradorias de Justiça Cíveis, com apoio da Escola Superior do Ministério Público (ESMP), promoverá, das 9h às 12h do dia 22 de março, o I Ciclo de Debates das Procuradorias de Justiça Cíveis, com o tema “Questões Controvertidas – Direito Bancário”. A ação, com carga horária de 3h/a, ocorrerá no Plenário da Procuradoria Geral de Justiça, em Fortaleza, e será transmitida por meio da plataforma Microsoft Teams.

Os interessados em participar do evento devem inscrever-se na plataforma da ESMP/Ceaf, pelo link https://cursos.mpce.mp.br/. O encontro irá reunir membros, servidores e estagiários que atuam nas Procuradorias de Justiça Cíveis e vai tratar sobre a problemática da judicialização dos contratos de empréstimos consignados, sobretudo os celebrados por idosos.

O debate será conduzido pelo procurador de Justiça Luiz Eduardo dos Santos, que também é professor da Faculdade de Direito da Universidade Federal do Ceará (UFC) e membro do Órgão Especial do Colégio de Procuradores de Justiça do MPCE. A mesa será presidida pelo promotor de Justiça Hugo Vasconcelos Xerez, secretário-executivo do Programa Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Decon). Três palestrantes vão participar do primeiro ciclo: o chefe de Subunidade no Departamento de Regulação do Sistema Financeiro do Banco Central do Brasil, Guilherme Thémes; o advogado Amaury Martins de Oliva, diretor executivo de Sustentabilidade, Cidadania Financeira, Relações com o Consumidor e Autorregulação da Federação Brasileira de Bancos (Febraban); e Rafael Baldi, diretor adjunto de produtos da Febraban e membro do Conselho Nacional da Previdência Social.

Serviço

I Ciclo de Debates das Procuradorias de Justiça Cíveis – Questões Controvertidas – Direito Bancário

Data: 22 de março de 2024

Horário: 9h às 12h

Local: Plenário da Procuradoria Geral de Justiça (Av. Gen. Afonso Albuquerque Lima, 130 – Cambeba, Fortaleza/CE)

Carga horária: 3h/a

Inscrições: https://cursos.mpce.mp.br/

Público-Alvo: membros, servidores e estagiários que atuam nas Procuradorias de Justiça Cíveis

Evento híbrido

Transmissão: Microsoft Teams

29 de maio de 2024

Decon autua posto em Fortaleza por irregularidade no abastecimento de combustível

O Ministério Público do Estado do Ceará, por meio do Programa Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Decon), informa que esteve, na manhã desta quarta-feira (29/05), no posto de combustível localizado no cruzamento da avenida Domingos Olímpio com a rua Senador Pompeu, no Centro de Fortaleza. A ação teve como objetivo apurar denúncias compartilhadas […]

29 de maio de 2024

Aula Magna promovida pelo MP do Ceará iniciará atividades da especialização em Direito Penal e Direito Processual Penal da Uece  

O Ministério Público do Estado do Ceará promoverá no dia 13 de junho, às 14h, a Aula Magna da especialização em Direito Penal e Direito Processual Penal, curso promovido pela Universidade Estadual do Ceará (Uece) em parceria com a Escola Superior do Ministério Público e o Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional (ESMP/Ceaf). A aula […]

29 de maio de 2024

MP do Ceará em parceria com Museu da Fotografia faz rodízio de exposições no Cariri a partir desta segunda (3)

O Ministério Público do Estado do Ceará, por meio do Departamento de Memória Institucional, em parceria com o Museu da Fotografia Fortaleza, realizará rodízio de exposições fotográficas nas sedes das Promotorias de Justiça de Barbalha, Crato e Juazeiro do Norte, a partir da próxima segunda-feira (03/06). As mostras são gratuitas e abertas ao público. As […]

29 de maio de 2024

Justiça mantém decisão favorável ao MP e determina reparação de dano ambiental causado por loteamento irregular em Baturité    

O Tribunal de Justiça manteve decisão favorável ao Ministério Público do Estado do Ceará determinando a reparação dos danos ambientais causados após desmatamento de vegetação nativa em um loteamento irregular na zona urbana de Baturité. A Justiça já havia julgado procedente pedido em Ação Civil Pública (ACP) movida pela 3ª Promotoria de Justiça de Baturité […]